sábado, 20 de abril de 2013

Broken City

Já gostei muito do Russel Crowe e acho que continua um excelente actor, já vai longe o porte de Gladiador, mas a alma de actor continua lá. Mark Wahlberg não me aquece nem arrefece. Não vi assim muitos filmes com ele e sempre que vejo a razão nunca é ele, vejamos por exemplo, The Fighter onde a personagem dele é a principal mas Christian Bale fá-lo parecer um figurante. Este filme à partida é igual a tantos outros, mas bateu a saudade de ver Russel Crowe em acção (como já disse algures aqui tive uma crush gigante por ele) e resolvi ver. Temos uma clássica história do bem contra o mal, o vilão mascarado, o anti-herói que perde tudo pela justiça, casamentos de fachada, encornanço, alcoól e um final que deixa muito a desejar. Gostei especialmente da cena em que a personagem de Wahlberg, o ex-polícia, agora detective (macho, muito macho) toma um relaxante banho de espuma enquanto pensa na vida (?!?!).
Enquadra-se na categoria, é como o melhoral nem faz bem nem faz mal.
 
 
 
 
Quanto vale em asteriscos: * * *
 
V.

Sem comentários:

Enviar um comentário